http://home.netcom.com/~cplampin/controvérsia/index.htm

Welcome

CONTROVÉRSIA NA CONVENÇÃO BATISTA DO SUL

Carolyn Goodman Plampin
16 de agôsto de 2003 Revisora de partes do português: Ana Maria Suman Gomes

Button

Conteudo

Button

Fui missionária ao Brasil da Junta de Missões Estrangeiras da Convenção Batista do Sul (Foreign Mission Board of the Southern Baptist Convention) agora chamada de Junta Missionária Internacional da CBS (International Mission Board of the SBC) durante trinta e um anos. Trabalhei em Curitiba e Recife, onde era professora do Seminário do Paraná e coordenadora acadêmica do SEC, com meu marido, Dr. Richard T. Plampin, que era o reitor do Seminário do Paraná e professor do Seminário do Norte.

Este web site, do ponto de vista dos moderados, está feito para meus colegas batistas brasileiros, muitos do quais eu conhecí em cyberspace na lista de batistas-brasileiros ou forum-batistas, que gostariam de compreender mais a respeito da controvérsia na Convenção Batista do Sul.

Com o seu mouse você pode aprender muito, só que é preciso conhecer o inglês, pois os web sites e a bibliografia estão em inglês.

A controvérsia tem fragmentada a CBS em vários grupos.

Os líderes da CBS se chamam de conservadores, seus oponentes os chamam de fundamentalistas.

O processo da tomada do poder pelos conservadores começou em 1979 e terminou em 1989. Em dez anos os conservadores com um esforço tremendo e organizado conseguiram eleger o seu candidato como president da assembléia anual, eles alugaram muitos onibus para levar o povo para a hora da votação e então foram embora. Desta maneira a convenção durante alguns anos não teve quorum para fazer negócios. O presidente apontou a comissão de comissões e esta nomeou a comissão de nomeações que por sua vez nomeou somente conservadores para as juntas.

Os grupos formados na seqüela da tomada de poder se chamam de moderados, seus oponentes os chamam de liberais.

Estatística dos Grupos Religiosas nos Estados Unidos
See the web site adherents.com under Summary Statistics Pages scroll down and click on "Largest Religious Groups in the U.S.A", scroll down and click on "Top 10 Largest Religious Bodies in the U.S." Below in the notes is a brief explanation of the statistics.

Button

Convenções, Aliança, e Confraternização

Fique sabendo que muitos que se aliaram com outros grupos no começo não fizeram isso de livre e espontânea vontade. Nós fomos jogados pela borda fora do "navio" grande da CBS (SBC) sem salva-vidas e sem escaleres. Fato é que, depois, pessoas e igrejas estão se aliando a estes grupos por convicção.

Em 1987 a Aliança de Batistas do Sul (Southern Baptist Alliance) foi formado com participantes de quinze estados. O propósito deles foi "preservar a herança ameaçada." Agora tirou o "do Sul" do seu nome e ficou Aliança de Batistas (Alliance of Baptists).

Em 1988, a rede nacional de moderados-conservadores, que existia há anos, mudou o seu nome para "Batistas Comprometidos com a Convenção Batista do Sul" ("Baptists Committed to the Southern Baptist Convention"). Hoje há grupos de batistas da "corrente principal" ("mainstream baptists") em vários Estados.

Em 1991, a Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship) foi organizada.

Um documento preparado por Cecil E. Sherman e Walter B. Shurden destacou as razões de formar a CBC (CBF):

1. Nossas Razões São Maiores do que O Perder

Durante doze anos, a CBS, em assembléia anual, tem votado a apoiar as pessoas que lideram a ala Fundamentalista da CBS ... Se os representantes da antiga ala Moderada da CBS fosse representada em fazer a política e fossem bem vindos e tratados apenas como representativos de idéias cotroversas sobre a tarefa da missão batista, então nós iríamos coexistir, como fizemos por anos, ao lado do Fundamentalismo e continuar a argumentar nossas idéias diante dos batistas do Sul.

Mas não é deste modo que as coisas estão. Quando os Fundamentalistas ganharam em 1979, eles começaram imediatamente uma política de exclusão. Não-Fundamentalistas deixaram de ser indicados para qualquer posição denominacional. Raramente são indicados Fundamentalistas pacíficos. Geralmente somente dogmáticos, hostis aos propósitos das próprias instituições que controlam, são premiados com a indicação para o serviço.

2. Nossas Compreensões São Diferentes

1. Bíblia. Muitas das nossas diferenças vêm de uma compreensão e interpretação diferente da Sagrada Escritura. Mas a diferença não está no ponto da inspiração ou autoridade da Bíblia. Nós interpretamos a Bíblia diferentemente, como será visto em baixo quando tratarmos da compreensão bíblica a respeito de mulheres e pastores. Nós também, entretanto, temos uma compreensão diferente da natureza da Bíblia. ... A Bíblia não afirma nem revela inerrância como um ensino cristão.

2. Instrução. O que deve acontecer nas faculdades e seminários é um pomo de discórdia entre Fundamentalistas e Moderados. Fundamentalistas usam o método da imposição. Eles têm a verdade e toda a verdade. Eles entendem que a sua tarefa é passar adiante a verdade que tem. ... Moderados, também, estão preocupados com a verdade, mas nós não afirmamos um monopólio. Nós procuramos crescer e construir sobre a verdade que temos. A tarefa da instrução é ter o passado como ponto de partida, reexaminá-lo e até criticá-lo.

3. Missões. Qual o propósito de fazer missiões é uma outra diferença entre nós. Nós pensamos que a tarefa missionária seja alcançar pessoas para a fé em Jesus Cristo pela pregação, pelo ensino, pela ministração da cura e também pelo exercício de outros ministérios, tais como, os de compaixão e de justiça. ... Fundamentalistas fazem a tarefa missionária mais limitada do que Jesus a fez. Eles deixam a sua ênfase em evangelismo direto solapar outros ministérios bíblicos de compaixão e justiça.

4. Pastor. Qual a tarefa do pastor? Eles argumentam que o pastor deve ser o governante da igreja. Isso tem semelhança com a tarefa do bispo, na Idade Média. Também soa muito semelhante ao tipo de liderança da igreja contra o qual os batistas revoltaram no século dezessete. ... Nossa compreensão do papel do pastor é a do servo/pastor. Respeitar a liderança leiga é nossa tarefa. Deixar a igreja fazer decisões por si mesma é da própria natureza do congregacionalismo batista. E usar modelos de empresariais para "obter resultados" é construir a Igreja com as regras do mundo secular em vez de testemunhar a este mundo por meio de uma Igreja voltada para o serviço.

5. Mulheres. O Novo Testamento apresenta dois sinais sobre o papel das mulheres. Uma interpretação literal de Paulo pode contribuir para o argumento de fazer mulheres submissas aos homens, na Igreja. Ocorre que uma outra passagem na Escritura aponta para com um outro lugar para mulheres. Em Gálatas 3:27-28 Paulo escreveu, "Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. (IBB)

Nós aceitamos Gálatas como uma dica de como a Igreja deve ser ordenada. Interpretamos a referência às mulheres da mesma maneira que interpretamos a referência aos escravos. Se nós temos papéis submissos para as mulheres, precisamos também ter um lugar para escravos na Igreja. ... Jesus ... chamou mulheres a seguí-lo; ele tratou mulheres como igualmente capazes de lidar com assuntos sagrados. Nosso modelo para o papel das mulheres nos assuntos da fé é o Senhor Jesus.

6. Igreja. Uma atitude ecumênica e inclusiva é básica para nossa irmandade. As grandes idéias da teologia são a propriedade comum de toda a Igreja. Batistas são somente uma parte daquela Igreja grande e inclusiva. De modo que, nós estamos dispostos a ter confraternização com nossos irmãos e irmãs na fé e reconhecer o trabalho deles para o Salvador. Nós não tentamos fazê-los moldarem-se a nós; nós tentamos incluí-los em nosso plano para missões. Remendar a fábrica rasgada de ambos a confraternização Batista e Cristã é importante para nós. Se Deus quiser, vamos consertar as partes quebradas em uma nova confraternização, antecipando a grande confraternização que teremos uns com os outros no céu.

3. Somos Chamados para Fazer Mais do que a Política

Algumas pessoas gostariam que continuássemos como temos continuados durante os últimos doze anos, e continuássemos a trabalhar dentro da CBS com o propósito de mudá-la. Em um primeiro momento, este argumento parece razoável. Colocá-lo em prática é mais difícil. ... A existência da Confraternização é uma confissão simples daquela divisão; não é a causa daquela divisão. ... Doze anos é tempo demais para se envolver em atividade política. Nós somos chamados para propósitos mais altos.

Conclusão.

  • Que podemos ter uma voz em nossa missão Batista, pois aquilo é nosso direito inato...
  • Que podemos trabalhar com idéias consistentes com a nossa compreensão do evangelho em vez de contribuir financeiramente para idéias que não são o nosso evangelho...
  • Que podemos empregar nossas energias para fazer avançar o Reino de Deus, em vez de fazê-lo em políticas destrutivas, divisivas...

Por estas razões nós formamos a Confraternização. Isto não exige que cortemos os laços com a antiga Convenção Batista do Sul, mas nos conduz a um outro sistema de fazer missões, um que seja mais de acordo com a nossa compreensão do que significa ser Batista e o que significa fazer evangelho. Portanto, criamos um novo instrumento para apressar o Reino e engrandecer o Corpo de Cristo. (The Struggle for the Soul of the SBC, págs. 263-267).

Quando organizada, como pode ver no documento acima, a CBC (CBF) canalizava dinheiro tanto para o Plano Cooperativo como para a sua organização e trabalho missionário. Mas em 1994, a CBS (SBC) recusou a receber dinheiro desta fonte.

Entretanto, no "navio" da CBS, a tripulação toda foi substituída (até 1989 e logo depois), a estrutura da convenção foi totalmente modificada (1995), a bandeira que é a nossa Mensagem de Fé Batista (Baptist Faith and Message) foi mudada (2000).

Ninguem que não participou da luta peloo "ressurgimento do movimento conservador" pode ocupar um cargo na convenção. Quem foi substituído? Toda a Junta Executiva, todas os executivos das Juntas e Agências da Convenção e todos os membros de cada junta, os editores da Imprensa Batista (Baptist Press), centenas de pessoas foram encorajadas a sair da Junta de Escolas Dominicais (agora com o nome de Lifeway Christian Stores) durante o ano letivo 1992-1993, quando nós estávamos em Nashville.

Agora mesmo, em Junho de 2001, a CBS (SBC) recusou receber dinheiro oriundo da Rede dos Batistas da Corrente Principal (Mainstream Baptist Network).

Agora a luta mudou da convenção nacional para as convenções estaduais. Duas convenções já votaram sua independência, Texas e Virgínia. Outra da Carolina do Norte (North Carolina) está elegendo ora fundamentalistas, ora moderados.

O mais recente capítulo está desenrolando em Missouri onde os moderados estão planejando uma segunda convenção mas a Convenção Batista do Sul (Southern Baptist Convention) já avisou que não vai reconhecer nem vai receber contribuições da mesma. Para ficar em dia com os desenvolvimentos:
Go to Associated Baptist Press where it says "Search ABPNews" type in "Missouri" and then click on "Go!"

Convenção Batista do Sul dos Conservadores

  • Southern Baptist Convention Websites,
    Click on SBC logo,
    click on SB Links third line from the top,
    then scroll down and click on Southern Baptist State Conventions.

    Duas novas convenções estaduais conservadoras têm sido fundadas e aceitas na CBS:

    Southern Baptist of Texas Convention

    Southern Baptist Conservatives of Virginia

Convenções, Aliança, e Confraternização dos Moderados

Button

Fé e Mensagem Batista

Desde a sua organização em 1845, a Convenção Batista do Sul (Southern Baptist Convention) teve somente a Mensagem e Fé Batista (Baptist Faith and Message) redegido em 1925 e revisada em 1963.

Os conservadores modificaram este documento em 1998, acrescendo um item sobre a família. Este item ficou assim na Mensagem e Fé Batista 2000 (Baptist Faith and Message 2000):

"O marido e a esposa são de valor igual diante de Deus, porque ambos foram criados à imagem de Deus. A relação de casamento modela a maneira em que Deus se relaciona com Seu povo. Um marido deve amar a sua esposa como Cristo amou à igreja. Ele tem a responsabilidade de prover, proteger e de liderar a sua família. A esposa deve se submeter graciosamente à liderança servidora do seu marido como a igreja de boa vontade se submete à chefia de Cristo. Ela, sendo na imagem de Deus como é seu marido e portanto igual a ele, tem a responsabilidade dada por Deus de respeitar seu marido e de servir como sua ajudante em conduzir a casa e criar a próxima geração." (Baptist Faith and Message, Click on Baptist Faith and Message, go to XVIII, The Family.)

A imprensa cristã e secular comentaram -- e até agora estão comentando -- duas idéias nesta declaração.

A primeira é a "submissão graciosa" da esposa. Os moderados mantêm a submissão mútua de Efésios 5:21: "Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo" e apontam que submetei-vos na tradução bíblica no versículo seguinte de Efésios 5:22 é um acréscimo dos tradutores modernos e não faz parte dos textos gregos: "Vós, mulheres, submetei-vos". Se não tivesse sido acréscimo, ficaria claro que a submissão é mútua.

A segunda é a "liderança servidora" do marido. Certamente é um ideal nobre e uma orientação que ocupou muito do ensino de Jesus (Marcos 9:33-37, Mat. 20:25-28, Mat. 23:1-12, Luc. 22:24-27). Mas os moderados entendem que o propósito da declaração é a submissão da esposa e não a servidão do marido que fere o princípio da submissão mútua.

Então a CBS (SBC) fez uma revisão grande chamada A Mensagem e Fé Batista 2000.

Outros dois assuntos muito controvertidos são:

  • Inerrância Bíblica

    "Nós vamos fazer tudo que for preciso para tomar o poder na convenção estadual e na CBS (SBC)". Estas palavras foram ditas em 1970, por M. O. Owens da Carolina do Norte, segundo Dr. James L. Sullivan, então presidente da Junta de Escolas Dominicais da CBS (SBC). Owens, um dos fundadores da Confraternização da Mensagem e Fé Batista (já falada), continuou a explicar, "Nós vamos organizar os derrotados de cada eleição e causa da história dos Batistas do Sul que pudermos identificar". "Sob que questão específica você vai desfraldar uma bandeira?" Sullivam perguntou. "Não temos a escolhido ainda," respondeu Owens, "mas quando nós a escolhermos, será uma que ningem poderá refutar sem se meter numa embrulhada desesperada". Em 1974, como Sullivan narra os eventos, The Southern Baptist Journal" anunciou o que a questão seria. Seria a inerrância. (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p, 18)

    Em A Luta pela Bíblia (The Battle for the Bible) (1976) Harold Lindsell, que passou a maior parte da sua vida profissional em igrejas não denominacionais, argumentou por uma forma rígida de crença na inerrância bíblica. Ele advertiu que sem a inerrância estrita, denominações cristãs se desintegram. Ele deixou de excluir outras causas possíveis e também deixou de falar de grupos cristãos que tinham se desintegrada enquanto acreditavam na inerrância. Esta linha de pensamento, com seu ponto de vista equivocado da história, logo se tornou um dos brados de guerra do esforço da tomada de poder da CBS (SBC). (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p. 17)

    Depois da assembléia (CBS) (SBC) em Dallas em 1985, Paige Patterson disse que seu grupo pretendia ligar o emprego de funcionários denominacionis às suas crenças a respeito do aborto, eutanásia, oração nas escolas e redução do orçamento. Ele admitiu que a agenda social de seu grupo não tinha sido previamente um foco principal. Mas, ele acrescentou, "Eu acho que vai ter um êxito quase tão grande como a coisa da inerrância." (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p. 41)

    O brado de guerra dos conservadores foi "ïnerrância bíblica" que é a afirmação de que a Bíblia, em toda parte, está livre de qualquer erro em qualquer tipo em qualquer assunto, geografia, ciência, e história incidental, bem como em sua mensagem de salvação e instrução para a vida. (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p. 15)

  • Autoridade Pastoral

    Uma das ações recentes mais controversas da maioria fundamental-conservadora foi a resolução adotada na assembléia de 1988, em San Antônio. A resolução criticou a crença tradicional batista do "sacerdócio do crente" ou da "competência da alma".

    A resolução adotada ... por uma votação de 10,950 a 9,050, macula a centralidade do sacerdócio do crente no pensamento batista: se refere à ênfase sobre esta crença como "um desenvolvimento histórico recente" e critica a idéia do sacerdócio de um crente como abalando "a autoridade pastoral na igreja local". (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) págs. 50-51)

    "CONSIDERANDO QUE, a doutrina do sacerdócio do crente pode ser usado para justificar a deterioração da autoridade pastoral na igreja local ... Seja ainda mais RESOLVIDO, Que a doutrina do sacerdócio do crente de maneira alguma contradiz a compreensão bíblica do papel, responsabilidade, e autoridade do pastor que está visto na ordem para a igreja local em Hebreus 13:17, 'Obedecei a vossos guias, sendo-lhes submissos; porque velam por vossas almas como quem há de prestar contas delas'; e Seja finalmente RESOLVIDO, Que nós afirmamos a verdade que anciãos ou pastores, são chamados por Deus para liderar a igreja local (Atos 20:28)". (Walter B. Shurden, ed., The Struggle for the Soul of the SBC (Macon GA: Mercer University Press, 1993) págs. xv-xvi)

Conservadores e a Mensagem e Fé Batista 2000

Moderados e a Mensagem e Fé Batista 2000

  • An Analysis of the Baptist Faith and Message 2000, Dr. Russell H. Dilday

    Dr. Dilday esboça doze fatores perturbadores na Revisão 2000:

    1. A eliminação do critério cristocêntrico para a interpretação da Escritura.
    2. A redução da importância das doutrinas da competência da alma e do sacerdócio do crente.
    3. A tendência de criar um credo.
    4. A redução da importância da doutrina da autonomia e liberdade da igreja local sob a liderança do Espírito Santo.
    5. A tendência para se identificar com o Calvinismo e para a desconfiança da experiência cristã pessoal.
    6. A tendência de mudar a identidade batista da sua tradição anabatista, igreja livre, para uma identidade reformada evangélica.
    7. A limitada interpretação do papel das mulheres no casamento.
    8. A limitada interpretação do papel das mulheres na igreja.
    9. A preocupação com a "Caixa de Pandora" - o temor de futuras revisões para incluir opiniões prediletas.
    10. A tendência para elaborar uma relação, um rol de pecados específicos.
    11. A falsa acusação de neo-ortodoxia.
    12. Inconsistência.

Button

Imprensa e Notícias On-Line

A Imprensa Batista (Baptist Press), é um orgão da comissão executiva da CBS (SBC) que fornece notícias diárias, artigos noticiários, e fotos para o SBC LIFE, os 37 jornais estaduais, e outros jornais religiosos. Os conservadores demitiam o editor e o vice atrás de portas fechadas com guardas armadas no lado de fora.

A Imprense Batista Associada (Associated Baptist Press) foi formada para dar uma voz moderada para os Batistas.

Conservadores e a Imprensa e Notícias On-Line

Moderados e a Imprensa e Notícias On-Line

Button

Jornais

Jornais dos Conservadores

  • SBC LIFE, Journal of the Southern Baptist Convention, Click on SBC Life

    Tenho recebido este jornal durante anos. Outrora foi um jornal modesto de oito páginas. Hoje é um jornal grande muito colorido em papel acetinado.

    The Conservative Record, Conservative Carolina Baptists

Jornais dos Moderados

Button

Seminários

Os conservadores primeiro visavam os seminários dizendo que haviam professores liberais e logo que tiveram bastante elementos nas juntas, demitiam os presidentes dos seminários, e muitos professores foram forçados a sair. O president do Seminário Teológico Batista Sudoeste (Southwestern Baptist Theological Seminary), Dr. Russell H. Dilday, foi demitido e a junta durante a reunião mandou mudar a fechadura do seu gabinete e a senha do seu computador. Ele nunca mais viu seu gabinete, seu computador, seus arquivos, sua mesa. O comentário de um dos membros da junta foi reportado: "Nós temos os votos, podemos fazer."

A Convenção Batista do Sul (SBC) tem seis seminários muito grandes.

A Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship) agora em 2002 com onze anos de existência faz parceiria com doze seminários. Ela tem uma quantia modesta para contribuir a estes seminários e não elege membros das suas juntas, mas contribue especialmente para bolsas e fins especiais. Os seus representantes, geralmente o presidente, assistem à assembléia anual da CBC (CBF).

A Associação de Escolas Teológicas (AET) (Association of Theological Schools) (ATS) publica anualmente uma lista de escolas afiliadas. Estas escolas se categorizam a si mesmas. Nesta lista há a Canadian Convention of Southern Baptists e a Southern Baptist Convention. Association of Theological Schools (ATS) - List of Member Schools by Denominational Affiliation Entretanto na lista colocado na web por Fuller Theological Seminary de Escolas Teológical da American do Norte Índice Denominacional, há uma distinção entre Southern Baptist e Southern Baptist Convention.

Nas listas há várias grandes surpresas, pois as seguintes escolas foram tradicionalmente independentes ou fundamentalistas e agora são contadas no seio da Convenção Batista do Sul (Southern Baptist Convention).

Na lista de Southern Baptist:

Mid-America Baptist Theological Seminary (Tennessee e Nova Yorke) (Cujo presidente é Dr. Michael R. Spradlin mas que é históricamente ligado com o Dr. Adrian Rogers, un dos arquetetos da tomada de poder na CBS).

E na lista de Southern Baptist Convention:

Liberty Baptist Theological Seminary (Virginia) (do Pr. Jerry Falwell, outrora independente e agora Batista do Sul),
Luther Rice Seminary (Georgia) (tradicionalmente independente),
Quartz Hill School of Theology (California).

Seminários dos Conservadores

Seminários dos Moderados

Button

Missões

O seminário no campo missionário que foi uma causa célebre foi o Seminário Teológico Batista Internacional (agora o International Baptist Theological Seminary of the European Baptist Federation) então localizado em Rüschlikon na Suissa, agora em Praga na República Tcheca. A Junta de Missões Estrangeiras de Richmond (Foreign Mission Board in Richmond) tirou o seu sustento financeiro por dizer que era liberal. A Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship) deu sustento financeiro, fez campanha, e mandou vários equipes para reformar os prédios da nova propriedade.

Outro seminário no campo missionário que terminou seus laços com a Junta Missionária Internacional (International Mission Board) e se afiliou com o moderado Mercer University é o Seminário Teológico Graduado Batista da Ásia. Isto aconteceu em Agôsto de 1999. É um consórcio de nove escolas batistas nacionais em nove países: Coreia, Japão, Taiwan, Hong King, Tailândia, Malásia, Cingapura, as Filipinas e Indonésia. Mercer atualmente tem relações irmãs similares com 20 escolas em volta do mundo. Pode ler a reportagem "Asian Baptist Seminary Consortium Partners with Mercer, Ends SBC Ties", August 17, 1999, Volume: 99-67, on the Associated Baptist Press.

Sendo uma organização missionária nova, convem saber as distintivas de missões da Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship).

  • Ênfase em missões globais, sem dicotomia entre missões nacionais e estrangeiras
  • Focalizando os grupos de povos não alcançadas como nossa prioridade missionária No. 1
  • Parceria com outros Cristãos da Comissão Grande
  • Estratégia inovadora de equipes para fazer missões
  • Oportunidades missionárias para voluntários que reconhecem os dons e chamadas de todos os crentes
  • Canal para um número crecente de batistas que vejam a Confraternização como a sua opção melhor para serviço missionário

Conservadores e Missões

International Mission Board, See IMB Fast Facts

North American Mission Board

CPMISSIONS

IMB requests missionaries to affirm faith statement

Para ficar em dia com o que está passando em missões, do ponto de vista dos conservadores, vai para Baptist Press, no canto em cima no direito datilografar "IMB" e clicar em "Search!".

Moderados e Missões

Global Missions
Click on Missions, scroll down and click on "Reaching the Unreached", and then click on "What in the World is 'World A'?"

BGCT sets up confidential e-mail address for missionaries concerned about BF&M requirement

BGCT creates transition fund to help IMB missionaries who won't sign SBC's ‘instrument of doctrinal accountability'

Para ficar em dia com o que está passando em missões, do ponto de vista dos moderados, vai para Associated Baptist Press, onde diz "Search ABPNews" datilografar "IMB" e clicar em "Go!".

Button

Ética e Assuntos Públicos

A Comissão Unida Batista de Assuntos Públicos (The Baptist Joint Committee for Public Affairs), formada da maior parte dos grupos batistas nos EE.UU. e sendo defensora da separação da igreja e do Estado, caiu sob feroz ataque pelos conservadores. Em 1988-89, aproximadamente 60 por cento do seu sustento financiero foi da CBS (SBC). (Rob James, The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History (Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p. 33)

Os conservadores formaram a Comissão de Ética e Liberdade Religiosa (The Ethics and Religious Liberty Comission) para representar os seus interesses enquanto os moderados formaram O Centro Batista para a Ética (The Baptist Center for Ethics) e continuaram a sustentar finaceiramente a Comissão Unida Batista de Assuntos Públicos (The Baptist Joint Committee for Public Affairs).

Conservadores e Ética e Assuntos Públicos

Moderados e Ética e Assuntos Públicos

Button

Organizações Femininas

Bullet A União Missionária da Mulher (Woman's Missionary Union) optou para ficar autônoma e para cooperar com qualquer segmento da convenção que tivesse "um coração" para missões, portanto na reestruturação ela foi deixada fora e perdeu os seus assentos nas comissões de executivos que fazem as decisões de mais alta importância. Foi uma luta muita feia.

Líderes da CBS (SBC) reuniram com a UMM (WMU) no dia 20 de novembro de 1992 na Sede Nacional da UMM (WMU) em Birmingham, Alabama. Sob as regras para reportagem, os nomes de pessoas não podem ser dados quando citados. Mas o seguinte foi relatado como dito: "Se a UMM (WMU) começar a sustentar qualquer outra entidade ou organização, a Comissão Executiva da CBS (SBC) pode ver tal ação como motivo de criar uma organizaçào para competir que pode ser estabelecida como uma agência da CBS (SBC)".
Morris Chapman (presidente da Comissão Executiva da CBS (SBC)),
Jimmy Draper (presidente da Junta de Escolas Dominicias Batistas),
John Jackson (presidente dos membros da junta da Junta de Missões Estrangeiras),
Don Kammerdiener (presidente ínterim da Junta de Missões Estrangeiras)
e James Williams (da Fraternidade (Brotherhood) a organização missionária de homens batistas)
estavam presentes nesta reunião. (Artigo de notícias escrita por Susan Todd Doyle da UMM (WMU) e enviada à Imprensa Batista.)

Na reorganização da CBS (SBC) as ofertas missionárias que foram legalmente da UMM (WMU) foram dadas pelos líderes conservadores para a Junta de Missões Estrangeiras (Foreign Mission Board) e a Junta de Missões Domésticas (Home Mission Board) para promover e administrar. Na época a "Lottie Moon Oferta de Natal" (Lottie Moon Christmas Offering), a maior do mundo cristão, constituiu a metada de todos as entradas da Junta de Missões Estrangeiras (Foreign Mission Board) agora a Junta de Missões Internacionais (International Mission Board). A outra oferta é chamada "Annie Armstrong Oferta para Missões Domésticas" agora da Junta Missionária da América do Norte (North American Mission Board).

A União Missionária da Mulher pode perder seu papel em fazer decisões na CBS (SBC) a não ser que se submeta ao controle pela CBS (SBC), Adrian Rogers advertiu em fevereiro.

Rogers, pastor da Igreja Batista de Bellevue perto de Memphis, Tennessee, disse para os membros da equipe e os missionários da Junta de Missões Estrangeiras da CBS (Foreign Mission Board of the SBC) que estavam de visita que a UMM (WMU) precisa ser ligada direta ("hardwired") na estrutura da convenção ou perder posições chaves nas entidades que fazem a política da CBS (SBC).

A ligação direta ("hardwiring"), disse Rogers, significaria permitir a CBS (SBC) eleger o corpo governante da UMM (WMU), que desde 1888 tem consistido de representantes escolhidas pelas organizações estaduais da UMM (WMU).

Rogers também disse que ele lamenta a "feminização" das missões, insistindo que a promoção de missões deve ser liderado não pela UMM (WMU) mas pelos pastores e pelos líderes da Fraternidade (Brotherhood) uma organização missionária de homens ativa em muitas igrejas batistas do Sul.

Uma preocupação principal de Rogers, os participantes concordaram, foi que a UMM (WMU) ocupa assentos na Comissão Executiva da CBS (SBC), no Concílio Inter-Agência--composto dos executivos chefes de cada agência da CBS (SBC)--e no Concílio de Educação Missionária. (Baptists Today, March 18, 1993, p. 10.)

Bullet Mulheres Batistas em Ministério (MBM) (Baptist Women in Ministry) (BWIM) foi fundada em 1983 quando um grupo de trinta e três mulheres se reuniram em Louisville, Kentucky, para lançar o fundamento para uma rede de apoio, um journal, e uma reunião antes de assembléia da CBS (SBC) para mulheres em ministério. Naquela época foi chamada Mulheres Batistas do Sul em Ministério (Southern Baptist Women in Ministry). Um Centro para Mulheres em Ministério foi criado em Louisville e o primeiro exemplar do jornal, Folio, foi publicado. Uma conferência antes da assembléia da CBS (SBC) foi realizada em Pittsburgh.

Em 1984 a CBS (SBC) passou aquela resolução célebre se opondo à ordenação da mulher porque Adão foi criado primeiro e Eva foi a primeira na queda edênica. O Seminário Teológico Batista Sudeste (Southeastern Baptist Theological Seminary) abriu um Centro de Mulheres. O Seminário Teológico Batista Sulista (Southern Baptist Theological Seminary) promoveu uma conferência "Os Papeis Estão Mudando das Mulheres na Igreja e na Sociedade" pois ainda era favoravel ao ministério da mulher.

Até 1992 a reunião antes da assembléia passou a ser em conjunto com a Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship) e não a CBS (SBC).

Em 1993 mais do que 1000 mulheres ordenadas foram identificadas, entretanto poucas são pastoras. Mais do que cinquenta mulheres têm servido como pastoras das igrejas batistas do sul, com vinte e tres servindo como a pastora principal.

Depois tem havido muito transtorno para as Mulheres Batistas em Ministério (Baptist Women in Ministry). O Centro de Mulheres em Louisville foi dado alojamento e algum sustênto pela Seminário Batista Central (Central Baptist Seminary) de Kansas City que é aliado com a Convenção Batista Americana (American Baptist Convention) e a Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship).

O Seminário Teológico Batista Sulista (Southern Baptist Theological Seminary) fechou a venerável Escola Carver de Trabalho Social (Carver School of Social Work) que começou como a Escola de Treinamento (Training School) em missões, da qual foram formadas nossas missionárias Martha Hairston (SEC) e Edith Vaughn (Casa da Amizade) que tanto contribuiram à obra em Recife.

O Seminário Teológico Batista Sudeste (Southeastern Baptist Theological Seminary) em Wake Forest fechou o Centro de Mulheres. As mulheres colocaram os seus pertences num carrinho de feira e puxaram-o para toda parte do campus que nem mulheres sem casa. Depois mudou para o novo Seminário Teológico Batista em Richmond (Baptist Theological Seminary at Richmond) que é parceiro com a Confraternização Batista Cooperativa (Cooperative Baptist Fellowship). Mas como o Centro tentou levantar fundos de várias denominações e teve uma diretora executiva presbiteriana, pois o Seminário Batista, está alugando espaço num seminário presbiteriano, não teve sucesso, e o restante da caixa virou uma bolsa de estudos.

Por outro lado, as mulheres dos conservadores têm começado cursos para mulheres em cinco dos seis seminários da CBS (SBC). Comparados com os cursos em outros denominações, que dão graus para mulheres em ministério, os cursos nos seminários da CBS (SBC) são para as esposas de pastores e para ministério entre as mulheres, mas comparado com o meu tempo de estudo no Seminário Teológico Batista do Portão Dourado (Golden Gate Baptist Theological Seminary), que é o único dos seis tradicionais seminários da CBS (SBC) que ainda não tem curso para mulheres, estes cursos são de admirar mesmo.

Se tivessemos uma pastora cristã para cada pastor talvez pudessemos ganhar 2/3 do mundo para Cristo ao em vez de 1/3. Ver as religiões principais do mundo classificadas por número de aderentes: adherents.com, scroll down and click on List of World's Major Religions ordered by size.

Bullet O Ministério de Enriquecimento da Mulher (Women's Enrichment Ministry). A primeira Conferência Nacional de Enriquecimento das Mulheres Cristãs foi realizada em San Antonio, Texas, 5-7 de março de 1994. Pode ver na sua web site o belo material e os numerosos eventos que as Lojas Cristãs Caminho da Vida (Lifeway Christian Stores), antigamente a Junta de Escolas Dominicais Batistas (Baptist Sunday School Board) promove.

Não quero desmerecer de maneira alguma o trabalho que estas mulheres fazem. É magnífico. Mas precisamos reconhecer que as líderes deste trabalho feminino são escolhidos por homens, os seus planos são aprovados por homens. Isto significa que muitos assuntos de interesse vital para mulheres que até agora são desconhecidos entre nós vão ficar no desconhecimento.

Na minha opinião pessoal, se a União Missionária da Mulher (WMU) tivesse atuada a parte "mulher" de seu título além da parte "missionária", ela teria se apropriada anticipadamente deste campo de trabalho. Falei com a então Diretora Executiva, Dellana O'Brien, quando ela veio a uma conferência da UMM (WMU) na California, e esboçei meu plano para a UMM (WMU) entrar no campo de todos os assuntos especialmente bíblicos para lançar uma báse teológica para o trabalho das mulheres. Ela disse simplesmente, "Nós não temos as editoras." Hoje em dia a UMM (WMU) está fazendo parceiria com a Universidade de Stanford in Birmingham, Alabama, que é uma das mais do que 50 faculdades e universidades batistas da CBS (SBC) nos EE.UU., para começar The Christian Woman's Leadership Center que oferecerá cursos e dará um certificado.

Para um trabalho tão belo e tão florescente como O Ministério de Enriquecimento da Mulher (Women's Enrichment Ministry) é doloroso reconhecer que foi o cumprimento da profecia que vimos em cima: "Se a UMM (WMU) começar a sustentar qualquer outra entidade ou organização, a Comissão Executiva da CBS (SBC) pode ver tal ação como motivo de criar uma organizaçào para competir que pode ser estabelecida como uma agência da CBS (SBC)". Dito e feito. Uma organização para competir foi criada dentro de sua agência para educação religiosa e publicações, agora chamada de Lojas Cristãs Caminho da Vida (Lifeway Christian Stores), antigamente a Junta de Escolas Dominicais Batistas (Baptist Sunday School Board) para suprir uma area de estudos que eles negaram à União Missionária da Mulher (Woman's Missionary Union) que é o preparo e distribuição de material sobre a mulher e para a mulher. Esta negação aconteceu dentro da já referida Comissão Executiva da CBS (SBC), Concílio Inter-Agência--composto dos executivos chefes de cada agência da CBS (SBC)--e Concílio de Educação Missionária. Aqueles que conhecem a história do Conselho de Educação Religiosa da JUERP vão simpatizar com o sofrimento da UMM (WMU). Eu tenho algum conhecimento desta história pois li 67 anos de atas escritas à mão da junta da JUERP e todas as atas do Conselho de Educação Religiosa até 1982 para o capítulo "Educação Religiosa e Publicações" no livro O Que Deus Tem Feito, David Mein, coordenador (Rio de Janeiro: JUERP, 1982.)

É necessário perceber isto para entender como afeta a posição financeira da UMM (WMU). A UMM (WMU) nunca recebeu fundos do Plano Cooperativo, ela sempre se sustentou pela venda de seus livros, revistas, e outros materials visando a obra missionária. Ela até construiu seu belo prédio em Birmingham, Alabama, com dinheiro que ela mesma levantou. Ela não tirou nenhuma porcentagem das ofertas missionárias para a administração das mesmas mas encaminhou as ofertas para as Juntas Missionárias. Agora com uma segunda organização feminina sendo promovida nas igrejas, a possibilidade da UMM (WMU) se sustentar é solapada.

Bullet Evangelismo pelas Mulheres - Chamada do Coração (Women's Evangelism - Heartcall). A Junta Missionária da América do Norte (JMAN) (North American Mission Board) (NAMB) tem uma divisão de evangelismo da família que inclue o evangelismo das mulheres. O seu propósito e as responsabilidades da líder são: 1. Orar pelos esforços evangelísticos, 2. Alcançar mulheres para Cristo, 3. Equipar mulheres para a evangelização, e 4. Involver mulheres em evangelização.

Este é um trabalho dentro da Junta Missionária da América do Norte (JMAN) (North American Mission Board) (NAMB) por longo tempo.

Bullet As oito faculdades ou universidades batistas que têm curso sobre a mulher

Baylor, Gender Studies
Judson, Women's College
Mercer, Women's and Gender Studies Program
Meredith, Women's College, Women's Studies
Samford. The Christian Woman's Leadership Center
Stetson, Women and Gender Studies
University of Richmond, Women's Studies Program
Wake Forest, Women's Studies Program

Bullet Capelãs Femininas. Um dos grupos maiores de mulheres ordenadas na CBS é de capelãs femininas. Elas servem muitas instituições seculares como hospitais, o militar, prisões de mulheres, etc., alguns que exigem a ordenação como condição de emprego.

Agora os fundamentalistas vão recusar a endossar as capelãs que são ordenadas. Isto é uma nova exigência de fevereiro de 2002. A Mensagem e Fé Batista 2000 (Baptist Faith and Message 2000) não proibiu o funcionamento de mulheres no serviço da igreja a não ser em posição de pastor:

Seus oficiais dados nas Escrituras são pastores e diáconos. Enquanto ambos homens e mulheres são dotados para serviço na igreja, o ofício de pastor está limitado aos homens como qualificado pela Escritura. (Southern Baptist Convention Web Site , then click on Baptist Faith and Message, go to VI. The Church.)

Mas, os elementos da junta lembraram da resolução de 1984 da Convenção Batista do Sul (Southern Baptist Convention) que encorajou "o serviço de mulheres em todos os aspectos da vida e trabalho da igreja a não ser funções pastorais e papeis de lideranças que exigem ordenação". ("NAMB will no longer endorse ordained female chaplains", Feb. 8, 2002, by James Dotson, (www.bapnews.net).

Para mim o seguinte parágrafo é humilhante para as mulheres, pois parece que a mulher que têm grau superior e habilitação para ser capelã vai precisar apelar para um oficial masculino da igreja para tentar arranjar emprego no secular:

Os elementos da junta também firmaram a sua resolução de "ficar ao lado" de capelãs femininas batistas do sul em qualquer situação onde um empregador tentar fazer ordenação uma condição de emprego, ajudando-as a "obter seus direitos legais a não ser discriminada somente porcausa da sua convicção religiosa quanto à ordenação." A maior parte das instituições não exige ordenação, embora a Administração dos Veteranos (Veteran's Administration) e o Departamento Federal de Prisões (Federal Bureau of Prison) estão entre empregadores que têm sim esta exigência. ("NAMB will no longer endorse ordained female chaplains", Feb. 8, 2002, by James Dotson, (www.bapnews.net).

Leia do ponto de vista dos fundamentalistas:
BPNews
"NAMB will no longer endorse ordained female chaplains", Feb 8, 2002, By James Dotson

Leia do ponto de vista dos moderados:
Baptist Standard
"SBC to cease endorsing ordained female chaplains", February 18, 2002

Um livro sobre o lado positivo do feminismo:

What's Right with Feminism, Elaine Storkey. (Grand Rapids: Eerdmans, 1985).
Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

Conservadores e Organizações Femininas

Moderados e Organizações Femininas

Button

Publicadoras

Publicadora dos Conservadores

Publicadora dos Moderados

Button

Calvinismo, Fundamentalismo, Inerrâncy da Bíblia, e Tomada do Poder

Assuntos controvertíveis são Calvinismo, fundamentalismo, inerrância da Bíblia, e como os conservadores e os moderados vejam o efeito da tomada do poder pelos conservadores.

Para ajudar os que estudam os assuntos nem todos os web sites são dos batistas. Usei o search engine "Google", datilografei a palavra "FUNDAMENTALISM" na caixa e tive 143,000 resultados. Quando datilografei a palavra "CALVINISM" na caixa tive 55,500 resultados.

Calvinismo

Conservadores e Calvinismo Moderados e Calvinismo

Fundamentalismo

Conservadores
  • Bibliography about Fundamentalism, Religion-Online, moderada por William F. Fore, é planejada para ajudar professores, peritos e aqueles que procuram em geral que estão interessados em sondar os assuntos religiosos. O objetivo é desenvolver uma biblioteca grande de fontes, representando muitos pontos de vista diferentes, mas todos escritos da perspectiva de uma erudição abalizada. Enquanto a orientação inicial tem sido procurar material escrito principalmente da perspectiva cristã, a orientação final é abranger material sobre todas as religiões principais mundiais.

  • Way of Life Literature, é um web site Batista Fundamental por David Cloud que não tem ligação com a Convenção Batista do Sul (SBC). É para lhe ajudar a se informar sobre a verdadeira doutrina e literatura do batista fundamentalista. Clicar em "Foreign Language Literature" para ver o que tem em portuguêse.

  • Sola Scriptura TT, é um web site em português por Hélio de Menezes Silva que cita a "Way of Life Literature" por David Cloud.

    Biblical Fundamentalism, Calvary Home Page

    The Fundamental KJB Believing Baptist Webring

    Jesus-is-Lord.com Jesus Christ is the ONLY Way to God

Moderados

  • The Fundamentalism Project. O Projeto Fundamentalismo editado por Martin E. Marty e R. Scott Appleby. Em volta do mundo, movimentos fundamentalistos estão afetando profundamente a maneira em que vivemos. Informação errada e percepção errada sobre o fundamentalismo agravam conflitos em nosso pais e em outros. No entando aqueles que fazem a política, journalistas, estudantes, e outros carecem de um recurso compreensivo sobre o fenônemo explosivo de fundamentalismo. Agora o Projeto Fundamentalismo tem reunido uma equipe internacional de peritos para uma avaliação em cinco volumes da história, escopo, fontes, caráter, e impacto dos movimentos fundamentalistos dentro das tradições religiosas principais do mundo..

  • Fundamentalism, Religious Movements, University of Virginia Scroll down to "Links". A primeira link diz: The Southern Baptist Convention (A Convenção Batista do Sul) é o maior group fundamentalisto nos EE.UU. Esta página principal liga à grande expansão das divisões da organização dos Batistas do Sul e inclue a história da denominação.

  • Notes on Christian Fundamentalism, from the book: Bible Believers: Fundamentalists in the Modern World, Nancy Tatom Ammerman (New Brunswick: Rutgers University Press, 1987) on the web site of Drury University.

  • Bibliography about Liberalism/Conservatism, Religion-Online, moderada por William F. Fore.
    These articles are ready to print out.

  • Fundamentalism, Encyclopedia, infoplease.com

  • Fundamentalism and American Culture. George M. Marsden, 1980. Order with a credit card from one of the on-line bookstores.
    Marsden é o historiador principal indisputado sobre fundamentalismo. (Rob James, ed. The Takeover in the Southern Baptist Convention, A Brief History, Decatur GA: SBC TODAY, n.d.) p. 41)

  • Rescuing the Bible from Fundamentalism. Bishop John Shelby Spong.
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

  • Beyond Fundamentalism, James Barr. (Westminster John Knox, 1984).
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

  • The New SBC: Fundamentalism's Impact on the Southern Baptist Convention. Grady C. Cothen.
    Order online with a credit card from: Smyth & Helwys Publishing, Inc.,
    Click on books,
    then click on Browse Titles or Browse Authors.

  • Ungodly Women, Gender and the First Wave of American Fundamentalism, Betty A. DeBerg (Minneapolis: Fortress Press, 1990).
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

  • Godly Women: Fundamentalism and Female Power, Brenda E. Brasher (Rutgers University Press, 1998).
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

  • Fundamentalism and Gender, 1875 to the Present, Margaret Lamberts Bendroth (Yale University Press, 1996).
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

  • Voices of American Fundamentalism. C Allyn Russell.
    Out-of-print. Order with a credit card from Barnes and Noble.

  • The Scandal of the Evangelical Mind. Mark P. Noll.
    Out-of-print. Order with a credit card from Barnes and Noble.

Inerrância

Conservadores e Inerrância Moderados e Inerrância

O Efeito da Tomada do Poder

O Efeito da Tomada do Poder do Ponto de Vista dos Conservadores
  • A Hill On Which to Die, One Southern Baptist's Journey. Paul Pressler.
    Order with a credit card from one of the on-line bookstores.

O Efeito da Tomada do Poder do Ponto de Vista dos Moderados

Button

Bibliografia e Livrarias On-Line

On-Line Bookstores

  • Amazon.com, which takes credit cards and ships internationally. They list used books at a reduced price right where the new books are.

  • Amazon.com Associate Christian Book Store

  • Barnes & Noble.com, Besides entering the name of the book in quick search at the top of "Home," also click on "Out-of-Print" which includes Used & Rare Books at reduced prices.

  • Christianbook.com, has an enormeous stock from many Christian publishers. Accepts Visa, Mastercard and Discover. Ships internationally.

  • abebooks.com, Access the bookshelves of thousands of used, secondhand, rare, and out-of-print booksellers around the world. With over 9000 independent dealers in our network, shopping for hard-to-find books just got easier.

Button
Email to Carolyn Goodman Plampin